quinta-feira, 4 de abril de 2013

Não sonho


Tenho inveja de quem consegue lembrar-se dos sonhos e contar com detalhes.
Invejo as pessoas que tem aqueles sonhos loucos.
Nunca consigo lembrar, não sei se eu não sonho, se os meus sonhos são tão sem graça que meu cérebro prefere nem contar, se eu não tenho assistido filmes de terror o suficiente, só sei que não tenho. Durmo e acordo, a única coisa que lembro é de ter deitado, depois de estar acordando. Nada acontece, nenhuma aventura, dente caindo, pessoa me perseguindo, mulher desconhecida gravida, dragão falante. Nada. Apenas um bom sono.
O que é ruim porque sempre que alguém fala: “nossa, você não sabe com o que eu sonhei”, eu penso: “eu não sei nem o que eu sonhei”.
Não sei se é a minha falta de sonho, mas eu tenho reparado que ninguém nunca sonha uma coisa normal, ninguém sonha que está indo trabalhar, ai depois volta para casa, assiste TV e dorme no sofá. Não. Os sonhos são sempre megalomaníaco, esta indo trabalhar do nada aparece uma vaca, que fala, os números jogar da mega-sena. É sempre uma coisa absurda. Talvez a pessoa nem tenha sonhado com nada daquilo, mas o sonho te da a licença poética de aumentar o quanto quiser. O sonho é seu, você era o único na platéia, pode inventar qualquer coisa.
Ta ai, vou começar a inventar sonhos. Já que eu não os tenho enquanto durmo, vou ter acordado. Não vejo a hora de encontrar a primeira pessoa pela manhã e dizer: “você não faz idéia do com que eu sonhei...”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário