quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Esquecer tudo

Já pensou esquecer tudo?
Uma certa manhã acordar, olhar para o lado e não reconhecer quem é a pessoa descabelada, com os olhos cheios de ramela, que está ao seu lado, não se lembra como foi parar naquela cama, alias não se lembra da cama, nem do quarto, nem da casa. Nada.
Esquecer tudo.
Esquecer as coisas ruins e boas, joio e trigo.
Esquecer o que aprendeu na escola, não que precise de uma amnesia para isso, já que, já não lembra de quase nada.
Esquecer quem são seus amigos e inimigos, em quem confiar e de quem desconfiar.
Esquecer as senhas, as varias senhas que vive esquecendo, a do banco, das redes sociais, dos emails, etc.
Esquecer as datas de aniversários de pessoas, pra esse problema ainda teria as redes sociais para ajudar, mas você não lembra da sua senha, esqueceu?
Esquecer as magoas, pessoas que nos fizeram mal, amores que machucaram. Essa seria uma coisa boa. Isso temos que esquecer.
Esquecer a primeira bicicleta, o primeiro beijo, a primeira namorada, a primeira bebedeira para esquecer a primeira namorada, esquecer a primeira tudo.
Esquecer as primeiras, segundas, terceiras, quartas e até ultimas.
Esquecer até do que estava lembrando que não podia esquecer.
Esquecer quem é você. Afinal você é uma pessoa em construção, cada memória é um tijolo, perder a memória seria como se passasse um furacão, levasse todos esses tijolos e deixasse só a estrutura, a carcaça vazia.
Não vivemos de passado, mas é ele quem está nos empurrando para o futuro.
Não que sem ele não teríamos futuro, sim teríamos, alias só o que nos restaria seria o futuro, mas complicaria o futuro, teria que viver o passado, aprender sobre coisas do passado no futuro.
Todos nós estamos sujeitos a passar por isso, qualquer um pode acordar com a cabeça oca.

Acho que para prevenir esse tipo de coisa poderia existir um back-up de memorias, para o caso de acordarmos com o console zerado poder conectar um USB e passar tudo para lá de novo. Mas por enquanto isso é só uma idéia, enquanto isso não acontece vamos valorizar pelo que já passamos, não viver de passado, mas sim lembrar-se sempre das lembranças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário